O que é remarketing?

Remarketing é uma forma de divulgação em que é possível impactar pessoas que já acessaram seu site ou usaram seu aplicativo.

Eles podem ver seus anúncios à medida que navegam em sites que fazem parte da Rede de Display do Google ou conforme eles pesquisam termos relacionados aos seus produtos ou serviços no Google (Rede de Pesquisa).

O remarketing é uma poderosa estratégia de divulgação, pois os usuários já conhecem seu produto/serviço e estão familiarizados com a sua marca.

Segundo artigo publicado pelo Marketing Land no final de 2014, a taxa de cliques de um anúncio de remarketing pode ser de 3 a 10  vezes maior do que campanhas de display direcionadas a novos usuários.

Sobre as listas de remarketing:

Uma lista de remarketing é um grupo de visitantes do site coletados por snippets de código.

Quando você cria uma lista, define regras sobre quando os visitantes devem ser adicionados a ela. Você também especifica uma duração de associação, que equivale ao tempo que os visitantes permanecem na lista.

Depois de criar listas de remarketing, você precisa adicioná-las à segmentação de grupos de anúncios das suas campanhas para exibir anúncios aos usuários presentes nas suas listas.

Há duas formas de implementação das listas de remarketing: com base nas URLs das páginas de seu site ou em parâmetros personalizados.

Listas avançadas de remarketing do Google Adwords

1. Visitantes que acessaram o site em diferentes períodos

Um usuário que acessou a sua página de produto ou checkout ontem é mais importante do que um que acessou o há 28 dias, concorda?

Por isso, crie listas segmentadas de acordo com o período e estipule bids diferentes para cada grupo de anúncio. Por exemplo:

  • Grupo de anúncios para usuários que acessaram o site entre 1 e 4 dias: bid de R$ 2,00
  • Grupo de anúncios para usuários que acessaram o site entre 5 e 15 dias: bid de R$ 1,50 (exclua a lista de usuários de 1-4 dias)
  • Grupo de anúncios para usuários que acessaram o site entre 16 e 30 dias: bid de R$ 1,00 (exclua as listas de usuários de 1-7 dias e 5-15 dias)

Para criar este tipo de segmentação, acesse sua conta de Adwords > Gerenciador de Públicos-Alvo > Visitantes do Website, veja abaixo:

Usuários que acessaram o site entre 1 e 4 dias

Lista de remarketing do Google Adwords para 4 dias de associação

Após, crie a lista de visitantes de 15 dias mudando somente a duração da associação:

Lista de remarketing do Google Adwords para 15 dias de associação

Para selecionar apenas os visitantes que acessaram o site entre 5 e 15 dias, é necessário fazer uma combinação das listas acima. Um visitante que está na lista 5-15 dias, não poderá estar na lista 1-4 dias.

Esta intersecção é fundamental para que as listas funcionem corretamente e os usuários não vejam anúncios duplicados, de duas listas.

Você também pode fazer essa combinação direto em sua campanha ou grupo de anúncios de Google Adwords:

Combinação de listas de remarketing feitas diretamente na campanha de Google Adwords

2. Visitantes interessados em produtos/serviços de diferentes valores

Uma lista muito utilizada em e-commerce é a segmentada por valores, afinal, não tem sentido colocar um bid de R$ 5,00, se apenas 0,5% de seus usuários convertem e seu produto custa R$ 50,00, por exemplo.

Esta é uma lista de remarketing mais sofisticada com base em parâmetros personalizados na tag de remarketing dinâmico.

É necessário criar um snippet de evento para que ele envie ao Google AdWords o valor do produto visualizado.

Com base nessa informação, você poderia criar listas de pessoas que visualizaram produtos com um preço abaixo de R$ 100, de R$ 100 a R$ 500 e acima de R$ 500.

Utilizamos a mesma estratégia das listas segmentadas por período e colocamos um bid maior para os grupos com usuários que acessaram as páginas de produtos ou serviços com maior valor, veja:

  • Grupo de anúncios para usuários que acessaram produtos até de R$ 100,00: R$ 1,50
  • Grupo de anúncios para usuários que acessaram produtos entre R$ 100 e 500,00: R$ 3,00
  • Grupo de anúncios para usuários que acessaram produtos acima de R$ 500,00: R$ 7,00

3. Visitantes de uma página durante datas específicas

A duração da associação das listas de remarketing do Google Adwords é de até 540 dias.

Por exemplo, para eventos que acontecem anualmente, podem ser criadas listas para armazenar os visitantes que tiveram interesse e/ou compraram ingressos e impacta-los novamente para o próximo evento.

Veja como configurar sua lista de remarketing para o período de vendas de ingresso que ocorre entre 01 de fevereiro e 31 de março de 2018.

Lista de remarketing do google adwords por data

Desta forma, o Google Adwords criará uma lista com as pessoas que visitaram o site do evento durante dois meses para que possa ser utilizada no ano seguinte.

4. Combinar social media com RLSA (listas de remarketing para anúncios da rede de pesquisa)

Ao contrário do AdWords, o Facebook tem informações sobre o que os usuários realmente gostam ou seguem e os dados detalhados dos perfis pessoais dos usuários.

Os benefícios do uso de anúncios sociais ao lado de campanhas de Adwords podem ser enormes.

Por exemplo, um estudo da Kenshoo em 2014 mostrou que o público de pesquisa paga que já estava exposto à publicidade no Facebook gerou 30% mais retorno sobre o investimento em publicidade (ROAS) e uma elevação de 7% na CTR.

Use o Facebook para gerar demanda para a Pesquisa Paga do Google Adwords

O Facebook é uma das melhores plataformas para se anunciar e o terceiro site mais visitado do mundo.

Os usuários passam diariamente cerca de 10 min navegando na rede social deixando todas as informações possíveis, como: o que gostam de fazer, locais que visitaram, itens que gostam de comprar ou possuem interesse, estado civil e outros.

Desta forma, fica mais fácil para o anunciante segmentar exatamente qual perfil de público ele deseja impactar com os seus anúncios.

Para fazer esta estratégia, vá até o Facebook Ads, crie a nova audiência (seu público-alvo) e coloque seu anúncio no ar utilizando o tagueamento UTM do Google. Será através dele que você poderá filtrar os acessos desse anúncio no Google Analytics e posteriormente, impactá-los na Rede de Pesquisa do Google.

Ao criar esta nova audiência, lembre-se de configurar para que somente novos usuários vejam a publicação. Por isso, exclua os que já o visitaram ou fazem parte da base de e-mails.

Segmentação do facebook ads para impactar novos usuários

No Analytics, também é fácil identificar o público que clicou nos seus anúncios. Vá em Administrador > Definições de Público-Alvo > Novo Público-Alvo e segmente somente os usuários oriundos da campanha de Facebook Ads. É só inserir os nomes de origem, mídia e campanha que você configurou como tagueamento em sua URL, conforme demonstrado na imagem abaixo.

Essa lista deverá ter, no mínimo, 1.000 usuários para que você possa utilizá-la em campanhas de Rede de Pesquisa.

Vale ressaltar que seu Google Analytics deve estar integrado ao Google Adwords para que você possa fazer essa configuração.

Agora, no Google Adwords, crie uma campanha de RLSA e inclua somente as palavras-chave do topo do funil. São palavras que pertencem à primeira etapa do funil de vendas e buscadas por usuários que ainda não sabem efetivamente o que desejam.

Por exemplo, se alguém está começando a pesquisar um novo par de sapatos de corrida, o topo das palavras-chave de funil poderiam ser:

  • sapatos que amortecem a pisada
  • sapatos para se livrar da dor nos pés
  • calçados de corrida de rua

Essas palavras precisam ser do topo do funil, pois eles não estão buscando especificamente sobre o seu produto ou serviço.

Finalmente, inclua a lista de remarketing para esta campanha e configure o bid para que seus anúncios apareçam somente para os usuários da campanha de Facebook Ads.

Esta é uma ótima estratégia caso o seu segmento já esteja saturado nas buscas do Google e você queira gerar demanda para seu serviço ou produto. E mais: as palavras-chave do topo do funil costumam ter um custo por clique menor do que as de final de funil.

5. Combine Segmentos no Mercado com Remarketing

Segmentos no Mercado (in-Market audiences) permite que você exiba seu anúncio para pessoas que estão pesquisando ativamente e comparando produtos que você oferece, independentemente do site que eles estão visitando atualmente.

São consumidores que estão no último passo antes de tomar uma decisão de compra.

Combinando o público de Segmentos no Mercado com o remarketing, você é capaz de direcionar usuários altamente qualificados para o seu site.

O Google categoriza diversos públicos, são eles: Aparelhos eletrônicos para consumidores, Automóveis e veículos, Casa e jardim, Computadores e periféricos, Condicionamento físico e Esportes,  Emprego,  Ensino,  Imobiliárias, Ingressos para eventos, Presentes e ocasiões, Produtos e serviços de beleza, Produtos para bebês e crianças, Serviços comerciais, Serviços de encontros, Serviços financeiros, Software, Telecomunicações, Vestuário e acessórios e Viagens.

Para segmentar a audiência de seu site que está na última etapa do funil, acesse seu Google Analytics > Administrador > Definições de Público-Alvo > Novo Público-Alvo e segmente pelo tipo de mercado que deseja impactar com os seus anúncios.Segmentar audiência de mercado no Google Analytics

No Google Adwords, você também tem a opção de segmentar a audiência de mercado.

Porém, diferentemente do Google Analytics, você pode optar por impactar todos os públicos (até os que não visitaram o seu site) e criar uma nova estratégia com esta poderosa segmentação atualizada em tempo real, segundo o Google.

Basta acessar Públicos Alvo > Intenção > e selecione o tipo de segmento.

Cadastre-se e receba os artigos em seu e-mail!